NOTÍCIASNotícias

Diplomado comanda ONG para inclusão de deficientes

18.07.2017

Francisco Sogari cursou Teologia e Jornalismo e atua em São Paulo

Por: Ascom PUCRS

 

Francisco Sogari, 60 anos, cresceu ouvindo rádio no interior de Flores da Cunha e, posteriormente, assistindo à televisão. Começou a gostar de comunicação e seguiu esse caminho, graduando-se em Jornalismo na Faculdade de Comunicação Social (Famecos) em 1989. Antes disso, formou-se em Teologia, também na PUCRS. “Minha maior inspiração foi São Francisco de Assis”, revela. A fé sempre o acompanhou e, nos momentos mais difíceis, o ajudou a olhar para o próximo e assim seguir em frente. Foi em fevereiro de 2001 que viveu um dos episódios mais tristes que a vida poderia oferecer. Sua filha Gabriele, de seis anos, foi vítima fatal de atropelamento. A forma que Sogari e a esposa Iracema, junto ao filho João Filipe (de dois anos na época), encontraram de lidar com a dor foi a criação do Institutio Gabi. A ONG tem a missão de promover a inclusão social de pessoas com deficiência de baixa renda.

 

“Ela foi arrancada do nosso convívio por um motorista irresponsável. Na mesma época, perdi meus pais e meu irmão. Foi uma travessia muito difícil, mas a vida tinha que continuar. Com a fé em Deus e a solidariedade dos amigos enfrentamos a dor.”  Sogari foi religioso e sacerdote capuchinho. Atuou em Pelotas como diretor da Comunidade Formativa dos Freis Capuchinhos e, em Porto Alegre, na Comunidade Nossa Senhora das Graças, Vila São José, nas diversas atividades pastorais. Também desempenhou a função de coordenador da equipe da Missa da TV Difusora (hoje Bandeirantes).

 

Com o tempo, descobriu a importância e o poder dos meios de comunicação. “Os freis capuchinhos têm um portfólio amplo de atuação, dezenas de rádios e o jornal Correio Riograndense. Durante a Teologia fui percebendo que poderia evangelizar com maior amplitude usando os meios de comunicação. Outro fator que influenciou minha segunda graduação foi a percepção do papel ideológico da mídia, como o quarto poder”, conta.

 

Mudou-se para São Paulo em 1991 para fazer mestrado em Comunicação. Num primeiro momento, foi orientado para atuar nos meios de comunicação da Província Capuchinha, mas optou pelo ingresso imediato na pós-graduação. “Foi bastante difícil para mim ‘desobedecer’ a meus superiores e isso gerou uma ruptura. Decidi me afastar da comunidade religiosa para seguir os estudos. Ao término, acabei me desvinculando definitivamente”, lembra. No mesmo período, em 1992, conheceu a esposa Iracema.

 

Atuou como assessor de imprensa da Diocese de Santo Amaro (SP), da Presidência da Câmara Municipal de SP e diretor de conteúdo de portal. Hoje, divide seu tempo entre a área acadêmica, é professor de Jornalismo na Braz Cubas desde 1999, e gestor da ONG Instituto Gabi. Auxilia ainda na comunicação de pastorais. “A sala de aula significa um espaço de construção do conhecimento, compartilhamento e facilitação. O professor tem uma função técnica, mas, acima de tudo, é um mestre que deve ensinar com a vida”, afirma.

 

X

Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/storage/0/35/e0/fijo/public_html/site/public/inc/rodape.php on line 8