NOTÍCIASNotícias

Desfile das Vitoriosas celebra a vida e conscientiza

03.11.2017

Evento foi etapa final do Projeto Entre Laços, promovido ao longo do Outubro Rosa

Para encerrar o Outubro Rosa e o Projeto Entre Laços 2017, a Pró-Reitoria de Extensão (Proex) e o Centro de Pastoral e Solidariedade (CPS) promoveram, no dia 31 de outubro, o Desfile das Vitoriosas. O evento teve início com um bate-papo sobre o câncer de mama e se encerrou com a presença de 32 mulheres na passarela. As vitoriosas desfilaram com alguns dos lenços arrecadados ao longo do Projeto Entre Laços, ocorrido nos dias 6 a 27 de outubro. A comunidade da rede Marista pôde apoiar mulheres na luta contra o câncer, doando lenços, echarpes e bandanas em varais distribuídos pelo Campus (avenida Ipiranga, 6681 – Porto Alegre) e por colégios e unidades sociais. A iniciativa arrecadou, ao todo, mais de 1600 peças. A idealizadora do projeto e professora da Escola de Negócios, Letícia Hoppe, abriu o evento defendendo a importância da iniciativa. “Foi uma linda rede de solidariedade. A ideia era entrar em contato com quem está passando pela doença e auxiliar”, afirmou.

 

Conscientização

 

O bate-papo e o desfile foram apresentados pela jornalista Rosane Marchetti, que lutou contra o câncer de mama em 2011. Para ela, campanhas como o Entre Laços são extremamente importantes, pois chamam a atenção para o assunto. “O câncer mata mais de 40 mulheres por dia no Brasil. Mas, atualmente, a realidade de quem enfrenta essa doença é muito diferente, não apenas porque a pesquisa e a medicação avançaram, mas porque mobilizações como esta incentivam o acesso ao tratamento e ao diagnóstico”, elogiou.

 

Participaram do bate-papo a técnica-administrativa da Divisão de Engenharia e Arquitetura (DEA), Keli Cristina da Silveira, que também lutou contra o câncer de mama, e o professor da Escola de Medicina Marcio Debiasi. Segundo ele, o momento mais importante do tratamento é o início. “Assim como em uma guerra, precisamos descobrir os pontos fracos do inimigo logo cedo”, defendeu. O professor ressalta, ainda, que 12% das mulheres terão câncer de mama ao longo da vida, por isso a importância da conscientização. Para Keli Cristina, o mais importante é lembrar que a doença é passageira. “Temos que ter forças para superar. Comecei a ver a vida de uma forma diferente e descobri uma força interior que não sabia que tinha”, relembrou.

 

Celebração

 

Ana Cláudia dos Anjos, de 46 anos, foi uma das vitoriosas que desfilaram. Ela descobriu que tinha câncer em 2015 e passou os próximos dois anos em tratamento. “Participar do desfile foi muito emocionante. Veio na minha cabeça tudo pelo que eu passei, como um filme. E eu venci”, comemorou. Já Paula Baum, de 36 anos, passou um ano em tratamento após receber o diagnóstico em 2014. “Esse tipo de evento serve para celebrar a vida, a vitória. Tem muita gente lutando contra esta doença, então mostrar que a gente venceu prova que é possível e dá forças para lutar”, disse.

 

Para o encerramento do evento, subiram ao palco a professora Letícia Hoppe, o Pró-Reitor de Extensão e Assuntos Comunitários Ir. Manuir Mentges e o diretor do Centro de Pastoral e Solidariedade Ir. Marcelo Bonhemberger. Eles realizaram a entrega simbólica das peças a uma das representantes do Instituto da Mama do Rio Grande do Sul (Imama), Luiza Caleffi. A esperança do grupo é que a iniciativa multiplique os gestos de solidariedade. As peças também serão entregues, posteriormente, ao Hospital São Lucas da PUCRS, ao Hospital Santa Rita da Santa Casa de Misericórdia e ao Instituto do Câncer Infantil.

X

Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/storage/0/35/e0/fijo/public_html/site/public/inc/rodape.php on line 8